Maraudering - UA

Página 1 de 9 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Maraudering - UA

Mensagem por Sophie Bennett em Sab Nov 21, 2015 3:36 pm

Nome: Sophie Bennett
Idade: 17 anos
História: Sophie está no último ano em Hogwarts, e tem como principal objetivo se tornar Curandeira. Apesar de ser nascida trouxa, é uma bruxa competente, principalmente em Poções e Herbologia. Tem dificuldades em Feitiços, mas seu maior fracasso é em Trato das Criaturas Mágicas. Nunca conseguiu ter um bichinho de estimação sem deixa-lo morrer ou perde-lo.

Órfã de mãe, vive apenas com o pai em Londres. É esforçada e resume a sua vida aos estudos. Sempre prefere se basear em fatos e não costuma medir o que falar, muitas vezes sendo fria, curta e grossa, o que acaba afastando as pessoas ao seu redor. Acha que qualquer coisa que não traga frutos ao seu futuro uma completa perda de tempo.

Principal qualidade: A conhecida inteligência Corvinal.

Pior defeito: Além do seu péssimo desempenho em Criaturas Mágicas, Sophie não tem muito tato em lidar com as pessoas.
avatar
Sophie Bennett

Mensagens : 48
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por Remus Lupin em Sab Nov 21, 2015 6:48 pm

Nome: Remus Lupin
Idade: 23 anos
História: Quando tinha oito anos de idade, Remus foi mordido por Fenrir Greyback por vingança, após uma briga entre o lobisomem e seu pai. Marcado pelo resto da vida com a maldição de se transformar em uma criatura sem controle, sob a lua cheia.

Desde então, o pequeno Remus nunca esperou que pudesse ter uma vida normal. Foi com a ajuda de Albus Dumbledore que conseguiu entrar em Hogwarts, onde era sempre levado até a Casa dos Gritos nas noites de transformação, para manter a segurança dos demais alunos e a dele.

Ao lado dos melhores amigos, Sirius e James, Lupin cresceu quase como um adolescente normal. Sempre foi dedicado aos estudos e precisava se esforçar mais do que todos os outros para acompanhar o ritmo das aulas. Com sacrifício, conseguiu concluir seus estudos em Hogwarts.

Mesmo com as excelentes notas, Remus não conseguia parar em um emprego por muito tempo, sempre com dificuldade de explicar a frequente ausência. Mais uma vez, com a ajuda de Dumbledore, o rapaz teve a oportunidade de um emprego digno quando foi convidado a retornar à escola, dessa vez como professor.

Principal qualidade: Sua responsabilidade e a bondade com os demais.

Pior defeito: O fato de ser Lobisomem pesa em seus ombros, impedindo que Lupin tenha qualquer envolvimento mais sério, com exceção dos amigos.
avatar
Remus Lupin

Mensagens : 26
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por Maeve Mackenzie em Sab Nov 21, 2015 6:57 pm

Nome: Maeve Mackenzie

Idade: 23 anos

História: Maeve, ex–Sonserina, é apaixonada por Poções e passou os últimos 5 anos nos Estados Unidos estudando sobre o assunto com outros pesquisadores (um dos assuntos da pesquisa foi a Poção “Mata-Cão”). Ao voltar para a Inglaterra foi convidada pelo professor Slughorn para ensinar em Hogwarts e logo topou a proposta, apesar de amar o campo de pesquisa (e o noivo, que ficou nos EUA).
Dumbledore irá contar com ela para substituir o professor Lupin em DCAT nos dias de lua-cheia (e as ausências do rapaz, na época da escola, finalmente farão sentido a ela quando descobrir o segredo do colega).

Principal qualidade: paciente.

Pior defeito: esnobe – uma característica puro-sangue da qual ela ainda não conseguiu se livrar por completo, apesar de ter passado os últimos anos rodeada de bruxos de todos os tipos e classes sociais.


Última edição por Maeve Mackenzie em Sab Nov 21, 2015 7:31 pm, editado 2 vez(es)
avatar
Maeve Mackenzie

Mensagens : 24
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por S. Orion Black em Sab Nov 21, 2015 7:11 pm

Nome: Sirius Orion Black

Idade: 23 anos

História: Sirius é um auror em treinamento (são 6 anos, ao todo) e após se meter em uma briga com um colega é enviado para Hogwarts como punição a mando de Olho-Tonto Moody com o intuito de investigar alguns ataques misteriosos e apesar da ideia não o agradá-lo de início, logo irá se acostumar (afinal, Aluado estará por lá, assim como uma certa professora).

Sirius, bem apessoado como é, irá chamar a atenção das alunas e como um bom Maroto irá ensinar alguns truques para os alunos que gostam de quebrar regras, para o total desespero de Filch.

Principal qualidade:  o bom humor.

Pior defeito: Sirius é uma pessoa muito impulsiva e às vezes isso lhe causa problemas.
avatar
S. Orion Black

Mensagens : 38
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por Frank Longbottom em Sab Nov 21, 2015 7:26 pm

Nome: Frank Longbottom

Idade: 19 anos

História: Frank Longbottom é o genro que toda sogra gostaria de ter: bom garoto, de boa família e extremamente educado. Apesar da pouca idade, ele tem se destacado cada vez em seu campo de estudo – Criaturas Mágicas – sendo considerado um dos melhores da área. Logo após concluir os estudos em Hogwarts, Frank usou o presente de formatura dos pais – uma vultosa poupança – para realizar o seu sonho de viajar ao redor do mundo e aprender diretamente dos melhores pesquisadores. Quando estava na Romênia, prestes a completar o seu segundo ano de estudos e aventuras, o rapaz recebeu uma carta de Albus Dumbledore, diretor de sua antiga escola, oferecendo-lhe uma vaga como professor de Trato das Criaturas Mágicas. Apesar da vontade de continuar correndo o mundo, ele reconhece que aquela é uma oportunidade única – as vagas para o corpo docente de Hogwarts são raríssimas – e não pensa duas vezes antes de aceitá-la. Sua preocupação agora é como ele enfrentará a timidez e como irá manter a disciplina entre os alunos – já que tem basicamente a mesma idade deles.
Além disso, ele parou para fazer as contas e, bem, acabou de perceber que uma antiga paixonite vai virar sua aluna.
Voltar a Hogwarts é realmente uma boa ideia... certo?

Principal qualidade: Frank vai se descobrir um ótimo professor (mesmo para os alunos mais insolentes da Sonserina). Além disso, ele é leal e tem um ótimo coração.
Voa Bem.

Pior defeito: Sua timidez às vezes o atrapalha, e ele detesta admitir isso, mas costuma ser um tanto quanto mimado e orgulhoso (defeito típico de filho único de família abastada)

Informações Adicionais: Torcedor do Puddemere United.


Última edição por Frank Longbottom em Qui Nov 26, 2015 5:39 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Frank Longbottom

Mensagens : 47
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por Rebecca Montgomery em Sab Nov 21, 2015 7:54 pm

Nome: Rebecca Montgomery

Idade: 23 anos

História: Rebecca é a filha caçula dos Montgomery, uma família inteiramente bruxa, mas que não ocupa nenhum lugar de destaque na sociedade mágica – típica classe trabalhadora.

Suas duas irmãs mais velhas seguiram caminhos completamente distintos: Uma casou por dinheiro, e agora ostenta um dos nomes do Diretório Puro-Sangue, enquanto a outra largou uma promissora carreira no Ministério e mudou-se de país em nome de um amor. Apesar das expectativas da mãe – de que a garota também recorresse ao matrimônio em breve -, Rebecca não pensa muito nas questões do coração: está focada demais tentando conseguir um emprego melhor do que permanecer ajudando os pais no pequeno pub/pousada da família, em Hogsmead.

Após sua graduação em Hogwarts, ela continuou se aperfeiçoando em suas disciplinas favoritas – transfiguração e feitiços – colecionando toda sorte de certificados possíveis. Ela não sabe, mas, quando se candidatou ao cargo de professora assistente de Transfiguração, no último verão, foi a primeira escolha do diretor e da vice-diretora da escola. Sua ficha exemplar durante os anos de estudante e sua particular dedicação à magia foram suficientes para lhe garantir a vaga.

Para a garota, este é apenas o primeiro passo para o que ela planeja ser uma rápida ascensão profissional.


Principal qualidade:  Rebecca é compenetrada, esforçada e muito do que faz é para ajudar a família. Apesar de manter uma certa distância das outras pessoas, é leal àqueles que se transformam em amigos.

Pior defeito: Extremamente ambiciosa, ela tem personalidade forte e segue as regras exatamente ao pé da letra, doa a quem doer. Morre de medo de altura.

Informações adicionais: Melhor amiga: Acantha Price, desde a época de estudante.


Última edição por Rebecca Montgomery em Dom Nov 29, 2015 11:56 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Rebecca Montgomery

Mensagens : 41
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por Remus Lupin em Sab Nov 21, 2015 8:08 pm

Parecia que Remus Lupin não pisava naquele castelo há décadas. A sensação era que a última vez que estivera em Hogwarts, fora em outra vida. E mesmo assim, tudo parecia exatamente igual. Era mais um perfeito primeiro de setembro, com a diferença de que ele não ocupava o seu costumeiro lugar na mesa da Grifinória.

O teto encantado do Salão Principal exibia o céu estrelado e a lua brilhante lá em cima. Os olhos castanhos do homem captaram brevemente aquela imagem, agradecido pela ausência da Lua Cheia. Ele não queria perder aquela noite por nada.

As quatro longas mesas estavam completamente cheias após a seleção dos alunos do primeiro ano, mas o jantar ainda não havia sido servido. Remus sabia que o velho diretor gostava de fazer os anúncios de começo de ano antes que a atenção dos alunos fosse dividia por tortinhas de frango e purê de batata.

Albus Dumbledore se levantou de seu lugar central da mesa dos professores e pigarreou. Ele ergueu uma taça vazia e bateu levemente com o cabo prateado de uma faca. Mesmo com o enorme salão, o tintilar ecoou forte o suficiente para que os alunos começassem a se aquietar e voltar as atenções até a mesa dos docentes.

- Bem-vindos, mais uma vez! Antes de começar a devorar o delicioso assado, preciso lembra-los de algumas regras básicas. – A voz do diretor era rouca, mas alcançava cada canto do Salão com clareza. – A Floresta Proibida continua sendo, é claro, proibida.

Os olhinhos azuis por trás dos óculos de meia lua pousaram rapidamente sobre a mesa da Grifinória e Remus sorriu intimamente. Talvez fosse hábito do diretor dizer aquele aviso para os marotos, que já não ocupavam seus lugares há alguns anos.

- Devo pedir que evitem a proximidade do Salgueiro Lutador. Ele tem estado relativamente mais agitado nos últimos dias.

Lupin sabia que aquele aviso não fazia parte do costumeiro discurso de Albus, mas era razoável que o velho tentasse evitar que os alunos se aproximassem da passagem secreta que levaria até o esconderijo mais uma vez ocupado por um lobisomem.

Perdido naquele pensamento, Remus deixou de ouvir as palavras seguintes de Dumbledore, apenas voltando a se concentrar no discurso quando a voz dele se tornou mais agradável.

- Sinto dizer que o professor Slughorn e a nossa querida Galateia Merrythrought resolveram que estavam velhos demais para continuar lecionando. – Albus se inclinou para frente, o óculos deslizando até a ponta do nariz torto. – Imagino o que eles não devem pensar de mim?

Dumbledore sorriu levemente, alisando a própria barba na altura do umbigo.

- A Srta. Maeve Mackenzie teve a honra de aceitar substituir Horace em Poções. – O diretor pausou enquanto os alunos buscavam curiosamente o rosto na nova professora.

Remus se inclinou levemente para o lado, encontrando a loira sentada em uma diferença de uma cadeira. Ele imediatamente reconheceu a ex-colega de turma, acenando levemente com a cabeça.

- Ocupando o lugar de Galateia, deem as boas-vindas a Remus Lupin.

Se havia uma coisa que ele odiava, era ser o centro das atenções. Mesmo assim, Remus se ergueu por um segundo, escondendo as mãos nos bolsos do paletó surrado. Tão breve havia levantado, o homem se sentou novamente, torcendo para que não tivesse tido tempo suficiente para os alunos compararem as vestes dos demais professores com as suas.

Por mais que tivesse escolhido suas melhores roupas para o jantar de início do ano letivo, Remus tinha plena consciência de que o paletó estava desbotado e a calça com um discreto remendo próximo da barra.

- Para completar o quadro de ex-alunos, a Srta. Rebecca Montgomery, que foi escolhida pessoalmente pela professora McGonnagal, irá acompanhar as aulas de Transfiguração.

Após a breve apresentação de Rebecca, o diretor esticou os braços.

- Que se inicie o banquete...

As mesas imediatamente se encheram de tigelas e jarras de suco. Dumbledore se virou para ocupar novamente o seu lugar quando pareceu se lembrar de um último detalhe. Com o burburinho que se iniciou pelo jantar, o diretor precisou forçar um pouco a voz.

- Perdão, perdão... Talvez esteja mesmo na hora de seguir o exemplo de Horace e Galateia e me aposentar. A querida professora Wilhelmina viajou para a China durante as férias, em uma expedição para uma nova espécie de Dragões, e enviou uma carta alguns meses atrás informando que não regressaria a Hogwarts. O Sr. Frank Longbotton irá ocupar seu lugar.

Remus franziu a testa e se inclinou para frente, imediatamente reconhecendo o jovem Longbotton sentado ao seu lado. Era um alívio saber que ele não era o único novo professor para despertar a curiosidade dos alunos. Praticamente metade do corpo docente estava sendo renovado aquele ano.

- Frank? – Lupin sorriu, esticando a mão para o colega. – Não tenho notícias de você há mais de um ano! Quando voltou da Romênia?

Ele esticou a mão para pegar a jarra de suco quando sua mão esbarrou com outros dedos. Remus recolheu o braço imediatamente, olhando para o rosto conhecido de Maeve.

- Mackenzie. – Lupin a cumprimentou educadamente. – Também esteve fora nos últimos anos, não foi? Estados Unidos?

Os alunos poderiam não ter reparado nos trapos vestidos pelo novo professor de Defesa Contra as Artes das Trevas, mas Lupin se sentiu imensamente envergonhado. Longbotton havia acabado de se formar, mas já havia realizado grandes conquistas. Mackenzie se formara no mesmo ano, e também havia ido longe.

Tudo que Remus tinha era a caridade de Albus Dumbledore para que ele não morresse de fome, já que nenhum emprego digno o aceitava por mais de poucos meses.
avatar
Remus Lupin

Mensagens : 26
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por Sophie Bennett em Sab Nov 21, 2015 8:36 pm

- Você sabe que as aulas só começam amanhã, certo?

Sophie ergueu os olhos do livro que tinha em mãos, apoiado em seu colo, dividindo o espaço entre o prato com batatas e carne assada. Os grandes olhos castanhos piscaram algumas vezes, encarando a imagem do melhor amigo sentado ao seu lado.

Benjamin Hoffman era provavelmente a única pessoa do castelo que aguentava ficar ao lado de Sophie Bennett. As palavras da menina, muitas vezes mais duras do que ela pretendia, entraram pelos ouvidos de Bem sem surtir efeito algum. Aquele certamente era o segredo da amizade dos dois.

O rapaz tinha uma grande coxa de frango em mãos, a bochecha estufada pela quantidade de comida que mastigava. Uma ruguinha de nojo surgiu entre as sobrancelhas de Sophie ao ver os lábios do amigo brilhando pela gordura.

- Estou apenas adiantando alguns tópicos. É ano de NIEMs. – A menina voltou sua atenção para as linhas do capítulo inacabado, mas o barulho da mastigação de Benjamin atrapalhou sua concentração. – Por Merlin, Ben... Você está comendo pior que um hipogrifo!

Sophie arremessou um guardanapo de pano na direção do amigo, fechando o livro frustrada. Benjamin riu, limpando a própria boca e fazendo um barulho exagerado ao engolir.

- Você usa a desculpa dos NIEMs há mais de três anos, Sophy. Relaxe um pouco.

Com um suspiro frustrado, os olhos castanhos da menina percorreram a mesa dos professores. Quase metade do corpo docente havia sido trocado naquele ano, e para piorar o seu pesadelo, os novos professores eram literalmente novos. Como ela poderia ter uma educação de qualidade com pessoas que também haviam acabado de se formar?

Sophie não sentiria falta de Galateia, a velha professora de DCAT estava tão raquítica que não conseguiria se defender nem mesmo de um vampiro sonambulo em plena luz do dia. Mas Horace era um mestre em Poções e Bennett sentiria falta de suas festinhas com os alunos que mais se destacavam.

E por mais que detestasse Trato das Criaturas Mágicas, aquela era uma disciplina obrigatória se quisesse alguma chance de trabalhar no St. Mungus. Wilhelmina era tão desprezível quanto a matéria que lecionava, mas ao menos parecia entender do assunto.

A imagem de Frank Longbotton nos corredores do castelo como aluno ainda estava fresca na mente de Bennett e ela duvidava seriamente que o rapaz tivesse algo de útil a ensinar, que pudesse prepara-la para os NIEMs.

- Dumbledore precisa mesmo se aposentar. – Sophie concordou com uma careta. – Ele está comprometendo o meu último ano enchendo Hogwarts com professores completamente despreparados!

Ben havia voltado a mastigar, dessa vez uma grande colherada de purê de batata.

- Dê uma chance, Sophy. Li que a Mackenzie estava há anos nos Estados Unidos, fazia parte de um grande grupo de pesquisas.

Sophie revirou os olhos para a imagem grotesca do melhor amigo devorando o banquete a sua frente, esquecendo completamente a frustração pelos novos professores.

- É sério, Ben, você parece um hipogrifo esfomeado!
avatar
Sophie Bennett

Mensagens : 48
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por Maeve Mackenzie em Sab Nov 21, 2015 8:40 pm

Maeve estava nervosa.

Sabia que era muito competente no que fazia – e o fato de amar Poções também ajudava – mas mesmo assim sentia-se muito insegura. E se suas aulas fossem péssimas? E se os alunos debochassem dela (como ela já vira muitos fazerem com Slughorn)?

E então Dumbledore a apresentou aos alunos, e ela teve que deixar todas aquelas dúvidas pra depois. Ergueu-se da cadeira e acenou, sentando-se rapidamente em seguida, para evitar que os alunos percebessem o seu nervosismo.

- Ocupando o lugar de Galateia, deem as boas-vindas a Remus Lupin.

Os olhos azuis dela pousaram no rapaz sentado a uma cadeira de distância da dela. Remus Lupin era seu ex-colega de escola e apesar de alguns anos terem se passado, ele continuava com a mesma aparência de cansado de sempre. E aquelas vestes...! Por Agrippa.... Ele podia ter se esforçado mais, não?

O jantar já tinha iniciado há um tempinho quando Dumbledore chamou a atenção de todos novamente para apresentar o novo professor de Trato das Criaturas Mágicas: Frank Longbotton. Maeve também lembrava vagamente dele da época da escola...

“Pelo menos eu não sou a única professora novata” – ela pensou, enquanto erguia o braço para pegar a jarra de suco. Sua mão, no entanto, esbarrou na de outra pessoa fazendo-a erguer os olhos:

- Mackenzie. – Lupin a cumprimentou educadamente. – Também esteve fora nos últimos anos, não foi? Estados Unidos?

- Lupin. – ela retribuiu o gesto, no mesmo tom cortês – Sim. Estados Unidos...campo de pesquisa. – ela se serviu de suco e entregou a jarra ao rapaz – E você?

A resposta dele foi adiada, no entanto, pois naquele momento as portas do Salão Principal se abriram com um estrondo.
avatar
Maeve Mackenzie

Mensagens : 24
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por S. Orion Black em Sab Nov 21, 2015 8:47 pm

“Acho que vou ficar tonto” – Sirius pensou quando o olho mágico de Moody girou frenéticamente na órbita. O auror mais velho estava falando algo, porém Sirius não fazia a menor ideia do que era – tinha se desligado no minuto que entrara na sala de Moody, todo ensanguentado depois de uma briga (ele não estava a fim de ouvir o sermão de ninguém, ok?)

- ....e o senhor será enviado a Hogwarts. – Moody falou, por fim e aquilo foi o suficiente para chamar a atenção do rapaz.

- O-o quê? Hogwarts?

- O soco que recebeu lhe deixou surdo, Black?! É isso mesmo que você entendeu: o senhor vai passar um tempo em Hogwarts.

- Mas Olho-Tonto...! – Sirius ajeitou a própria postura, mas antes que pudesse argumentar, Moody ergueu a mão, interrompendo-o.

- Black, você precisa ser punido. E aconteceram alguns ataques perto de Hogwarts...nada mais justo, eh?

Sirius passou a mão pelos cabelos, frustrado. Amava Hogwarts, tinha boas lembranças de sua época escolar...mas voltar pra lá depois de adulto? Por que ele tinha que ter perdido a paciência com Amos Diggory e se metido numa briga com o colega?

- Agora vá...já enviei um bilhete ao Dumbledore dizendo que você se disponibilizou a ir.

Sirius saiu da sala, mal humorado. Realmente, não devia ter dado ouvido às provocações de Diggory.

- Aquele metido da cara quadrada! – Sirius resmungou, em voz baixa. E então lembrou-se que um de seus melhores amigos, Remus Lupin, faria parte do corpo docente de Hogwarts naquele ano e aquilo serviu para levantar um pouquinho o seu astral – ele e Remus podiam aventurar-se por Hogwarts como faziam na adolescência e seria bom ter um rosto amigo por perto.

Sirius tirou um pergaminho do bolso e rabiscou, no seu garrancho usual:

“Aluado, estou indo pra Hogwarts. Me aguarde – S”

____

Sirius estacionou sua moto de qualquer jeito na entrada do castelo e entrou correndo no Salão Principal (as portas se abriram com um estrondo, ooops) e foi só quando todos os rostos se ergueram para encará-lo que ele notou que estava mais do que atrasado – o banquete já havia se iniciado e tudo o mais (ooops):

- Boa noite! – ele sorriu e algumas alunas da mesa mais próxima se entreolharam dando risadinhas.

- Sr. Black! – o professor Dumbledore exclamou, surpreso diante daquela entrada triunfal. Sirius caminhou na direção do diretor, ignorando os olhares curiosos.

- Acredito que Olho-Tonto tenha lhe avisado que eu viria? – Sirius apertou a mão de Dumbledore.

- Sim, mas não esperava tamanha entrada triunfal. Sente-se,sente-se...- Dumbledore apontou para uma cadeira vazia na ponta da mesa e então, percebendo o silêncio entre os estudantes, ergueu-se novamente de sua cadeira – Este ano também contaremos com a presença de um auror para nos ajudar na segurança do castelo a pedido do Ministério...por favor, dêem as boas vindas ao Sr. Sirius Black.

Sirius dobrou a jaqueta de couro no braço e acenou novamente para os alunos e quando seu olhar cruzou com o de Remus, ele deu uma piscadinha.

“Acho que meu bilhete não chegou a tempo” – ele pensou, sentando-se. – “Hmmm,que fome” – e então ele tratou de se servir de purê. Estava mais faminto do que imaginava.
avatar
S. Orion Black

Mensagens : 38
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por Remus Lupin em Sab Nov 21, 2015 9:06 pm

Remus baixou o olhar, pensando na resposta que daria a Mackenzie. Deveria mencionar o tempo que passara em uma fazenda afastada na Escócia, limpando os arredores de enormes e chifrudos Arpéu? Ou os primeiros meses que conseguira estagiar no Ministério da Magia, mas foi mandado embora por faltar uma semana completa? Talvez fosse suficiente dizer que passara o ultimo ano rodeando a Irlanda, dormindo em pubs imundos, aprendendo diretamente das terras que mais tinha Bicho-Papão. Mas ele definitivamente não precisava contar sobre o tempo que limpara mesas em Bristol.

O estrondo que veio da entrada do Salão Principal foi a salvação para que Lupin fugisse daquela resposta. Sua testa se franziu ao reconhecer o melhor amigo. Todos os olhares dos presentes acompanharam Sirius Black até o momento em que ele ocupou a cadeira vazia.

Lupin ergueu uma mão no ar, como se perguntasse a Black o que ele estava fazendo ali. A resposta de Dumbledore não pareceu ser suficiente para o lobisomem. Por que Sirius não avisara que também estaria na escola?

Como se lesse seus pensamentos, uma velha coruja cortou o teto enfeitiçado do Salão e tropeçou ao atingir a mesa dos professores, derrubando a jarra que Remus nunca tivera a oportunidade de pegar. A suco de abóbora imediatamente começou a escorrer pela mesa, derramando grande parte sobre o colo de Maeve e Frank.

A coruja continuou deitada, de barriga para cima, com um envelope em mãos. Remus imediatamente reconheceu a caligrafia de Sirius nas letras garrafais “Moony”. Seus dedos ágeis puxaram o envelope e ele leu o conteúdo, girando os olhos em seguida.

- Um pouquinho atrasado, Padfoot... – ele mexeu os lábios na direção do melhor amigo, no momento em que a coruja bateu as asas, deixando a mesa dos professores.

Remus enfiou o bilhete no bolso interno do velho paletó e sacou a varinha, enxugando o suco derramado.

- Me perdoem, Astoria está velha demais para continuar entregando recados. Espero que não tenha estragado sua roupa, Mackenzie.

Apesar de Frank também ter sido vítima do pequeno acidente, Lupin sabia que as meninas costumavam ser muito mais sensíveis com aquele tipo de coisa.
avatar
Remus Lupin

Mensagens : 26
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por Frank Longbottom em Sab Nov 21, 2015 9:18 pm

O frio na barriga era a sensação favorita de Frank Longbottom. Quando, ao ouvir o diretor apresentando-o aos alunos, a sensação que se aproximou de seu estômago foi similar à de quando se aproximara de um hipogrifo pela primeira vez, ou, ainda, à da primeira vez em que viu uma acromântula. Com um sorriso satisfeito, ele percebeu que vir para Hogwarts tinha sido a melhor decisão.

Entre uma garfada e outra – ignorando a conversa de Mackenzie e Lupin através dele – e sem que sequer percebesse, esquadrinhava o salão, analisando seus futuros alunos. Sabia que, como de praxe, os sonserinos lhe dariam trabalho - honestamente, se pudesse escolher, apenas não os lecionaria. Com sorte, no momento em que os grifinórios soubessem que ele tinha sido da casa dos leões, não lhe causariam problemas. Sabia que os lufanos também seriam tranquilos de lecionar. Seu único medo eram os corvinais.

Seus olhos correram rapidamente pela mesa da Corvinal, esbarrando em uma aluna com os cabelos achocalatados. Seu estômago deu uma cambalhota, e ele se perguntou se seria ela . Com certeza a teria encarado até que a menina o encarasse de volta, mas foi distraído pela entrada triunfal de Black, e, logo em seguida, pela coruja desastrada de Lupin. Respirou fundo, enquanto limpava as próprias vestes. Eis um belo começo de ano letivo.
avatar
Frank Longbottom

Mensagens : 47
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por Rebecca Montgomery em Sab Nov 21, 2015 9:40 pm

Sentada ao lado da professora McGonagall, Rebecca não conseguiu conter o susto ao ver Sirius Black cortando o salão em direção à mesa dos professores. Não bastava estar mais ansiosa que qualquer primeiranista, ela ainda teria que lidar com... ele? Ela suspirou, escondendo o rosto com as mãos, e clamando a qualquer sorte de deidade para que Sirius Black tivesse amadurecido um pouquinho que fosse nestes últimos anos. Aquela era sua chance de ouro, e ele que não tentasse atrapalhar o seu caminho.

Quando ela levantou o rosto, assustada pelo pio da coruja de Lupin, seu descontentamento foi maior ainda: Ele havia se apoderado da cadeira ao lado da sua, única vazia à mesa dos professores. Se empertigando e respirando fundo, ela voltou a prestar atenção em sua comida - sem que isso, entretanto, amenizasse sua indignação com os modos do rapaz ao seu lado. Mas é claro que Sirius Black continuava sendo o mesmo arrogante e egocêntrico de sempre. Que outra pessoa em toda a Grã-Bretanha mágica entraria em um jantar daquela forma?

Correu os olhos pela mesa, à procura do molho para salada, e sentiu se estômago afundar quando localizou o pequeno potinho à esquerda de Sirius, inalcançável para ela, a menos que se debruçasse por sobre o prato dele – uma falta de educação horrenda que ela não estava disposta a cometer. Pigarreou baixinho, virando sua cabeça para o lado, apenas o suficiente para que ele percebesse que ela falava com ele, e o necessário para não precisar encará-lo.

- Você poderia me passar a molheira, por favor?
avatar
Rebecca Montgomery

Mensagens : 41
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por S. Orion Black em Sab Nov 21, 2015 10:44 pm

Sirius estava prestes a colocar uma quantidade generosa de carne na boca quando a voz da pessoa sentada ao seu lado o interrompeu:

- Você poderia me passar a molheira, por favor?

- Claro! – ele disse, simpático e após pousar o garfo em cima do prato se esticou para pegar o pote ao seu lado. Só quando ia entregá-lo a pessoa – uma mulher, pela voz – é que ele finalmente prestou atenção em quem era - estivera tão concentrado no jantar que ainda não tinha parado pra ser simpático com o resto dos funcionários.

Franziu a testa, tentando reconhecê-la e após alguns minutos de ponderação a ficha caiu: Rebecca Montgomery! Também conhecida como “a pedra no seu sapato” na época da escola – toda vez que Sirius pensava em aprontar ela parecia se materializar para lhe lançar um olhar de reprovação e ela não tinha dó de dar detenções a ninguém (os Marotos a apelidaram secretamente de McGonnagal-mirim). O que ela estava fazendo ali?

Sirius entregou o pote com o molho a ela, fazendo questão de encostar na mão da garota:

- Quanto tempo, Rachel Montgomery! – exclamou, no mesmo tom simpático de sempre.

(Aqueles anos todos tinham feito um bem danado a ela, ele concluiu enquanto a analisava...ela tinha se livrado dos óculos fundo-de-garrafa e os cabelos, antes em tranças, agora jaziam soltos e emolduravam seu rosto).

"hmmm, interessante" - Sirius deu um sorrisinho.
avatar
S. Orion Black

Mensagens : 38
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por Rebecca Montgomery em Sab Nov 21, 2015 11:01 pm

Rebecca precisou respirar fundo. Seus dedos enrijeceram ao redor do garfo. Ela sabia que aquilo de trocar nomes era apenas um jogo dos marotos – já tinha perdido a conta de quantas vezes caíra naquilo e perdera a cabeça à toa -, mas somente a voz de Sirius Black foi o suficiente para que ela sentisse as orelhas esquentarem de raiva.

Calma. Você é melhor que ele. É só o mesmo garoto irritante de sempre. É seu primeiro dia de trabalho, e você não quer estragar isso.

Quando ela largou o grafo no prato, ele fez mais barulho do que ela esperava, mas mesmo assim, abriu o seu melhor sorriso falso e escolheu o tom mais condescendente que poderia para responder ao rapaz.

- É Rebecca, Black. Mas eu não esperaria que você se lembrasse disso. Parece que todo aquele uísque de fogo e cigarros de mandrágora realmente matam alguns neurônios, não mesmo?
avatar
Rebecca Montgomery

Mensagens : 41
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por Maeve Mackenzie em Sab Nov 21, 2015 11:12 pm

Maeve mordeu os lábios, evitando soltar um palavrão quando o suco escorreu sob seu colo. Lupin se apressou em se desculpar e ela deu de ombros – nada que um feitiço simples não resolvesse.

Mas havia um pequeno fator: ela era péssima em feitiços domésticos – um fato da qual se envergonhava – e mesmo depois de dizer o feitiço certo, a frente de suas vestes continuaram com aquele aspecto de manchado (era impressão ou ela parecia ter piorado tudo?)

- Tsc – ela revirou os olhos e decidindo que depois, em seus aposentos, resolveria aquilo, voltou sua atenção para o seu jantar.

“Lembrete número 1” – ela pensou com seus botões – “Nada de fazer feitiços domésticos na frente dos alunos”.

Todo o seu talento para a arte das Poções, no entanto, compensavam sua falta de destreza.

Sua mãe, conhecendo aquele seu defeito,vivia lhe perguntando como ela faria quando tivesse filhos, mas Maeve sabia que poderia contar com o noivo e futuro marido, Stephen...e, ao lembrar dele ela sentiu uma pontadinha de saudade. Ficou encarando o anel de noivado na mão direita, e decidiu que escreveria para ele aquela noite mesmo.

avatar
Maeve Mackenzie

Mensagens : 24
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por S. Orion Black em Sab Nov 21, 2015 11:24 pm

Sirius sorriu mais ainda com a resposta afiada de Rebecca. Aquele tipo de insinuação não o ofendia nem um pouco – pelo contrário, era interessante perceber que ele continuava dando nos nervos dela. Algumas coisas, pelo jeito, nunca mudariam. Aquilo era até um pouco reconfortante, se ele parasse pra pensar...

- Vejo que continua amarga como sempre, hein, Monty? – ele piscou. – Solteirona, imagino?

Sirius viu as orelhas dela ficando vermelhas e soltou uma risadinha. Bingo! Sabia que tinha atingido-a em cheio. Pelo jeito aquela sua estadia em Hogwarts não seria de todo o ruim assim...tinha Remus e agora, ela para perturbar.

- Afinal, o que você está fazendo aqui? – ele se serviu de suco e colocou um pouco também na taça dela, que já estava meio vazia. – Veio roubar o lugar da Minnie?
avatar
S. Orion Black

Mensagens : 38
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por Rebecca Montgomery em Sab Nov 21, 2015 11:41 pm

Rebecca sabia que seu rosto deveria ter mudado de tom umas duas vezes, pelo menos. Era exatamente aquilo que ela odiava em Sirius Black – a capacidade de tirá-la do sério, as piadinhas de mau gosto, e por Merlin, aqueles malditos risinhos irônicos dele!

- Não vejo porque minha vida amorosa seria de seu interesse, Black.

Ela tentou manter a atenção à sua frente, porque sabia que no momento em que o encarasse, daria vazão a toda a sua raiva. Sua mão esquerda se fechou automaticamente ao redor da taça, a vontade de entornar o líquido na cabeça dele cada vez maior. Ela respirou fundo, bebendo um gole, e sentiu o sabor suave da bebida se tornar amargo com a raiva que ela engolia junto.

- Eu trabalho aqui, agora, senhor Black. E se o senhor me dá licença, eu tenho muita coisa para fazer antes de ficar servindo de plateia para suas piadinhas.

Retirando o guardanapo de pano do colo, e colocando-o sobre a mesa, ela empurrou a cadeira para trás, se levantando. Diminuindo um pouco o tom da sua voz – no que ela acreditou ser um tom ideal para ameaças, ela lhe falou:

- Lembre-se que eu melhorei muito em transfiguração e em feitiços, Black. Nada me impede de te transformar em um cão sarnento, sim?

Sem esperar por uma resposta, ela foi para o seu quarto, sem conseguir frear a lembrança de uma miniatura de Sirius Black sendo cruel com ela antes mesmo de passarem pelo Chapéu Seletor.
avatar
Rebecca Montgomery

Mensagens : 41
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por Sophie Bennett em Sab Nov 21, 2015 11:54 pm

Sophie analisava seu horário com atenção, tentando memorizar todas as aulas que teria naquele dia. A mochila em seu ombro estava pesada com a quantidade de livros que a menina carregava e era evidente pela agenda em suas mãos que não teria muito tempo livre naquele ano.

A Corvinal havia se matriculado em todas as disciplinas cruciais para ser uma Curandeira no St. Mungus, e o pouco tempo que tinha vago entre uma aula e outra, certamente seria usado na biblioteca.

Bennett tinha um currículo exemplar, com notas altas, mas tudo era fruto de grande esforço. Ela chegara a recusar a proposta de se tornar monitora, com medo de que as atividades ocupassem o tempo precioso de estudo.

Ela sorriu satisfeita ao ver que teria Poções ainda naquele dia, de forma que conseguiria analisar a performance da nova professora. Herbologia seria apenas no dia seguinte e ocuparia quase uma tarde inteira, mas a menina não se importava. Era uma de suas disciplinas preferidas e ela ficaria um dia inteiro estudando, sem reclamar.

A primeira aula do dia, entretanto, fez a Corvinal torcer o rosto em uma careta de desanimo. Não seria fácil começar toda a semana assistindo Trato das Criaturas Mágicas. Com uma frustração ainda maior, ela viu que a aula seria externa, certamente prática. Ao menos a antiga professora prezava pela boa e velha teoria, onde Sophie conseguiria garantir notas boas.

- O que você tem agora? – Benjamin surgiu, descendo a escadaria principal e olhando por cima do ombro da amiga para ver o horário nas mãos dela.

- Criaturas Mágicas. – Sophie choramingou, erguendo uma sobrancelha. – E você?

- Aritimância, mas começa só em meia hora. Achei que tivesse desistido de Criaturas Mágicas.

Os dois caminharam lado a lado para fora do castelo, seguindo até o local indicado na agenda de onde aconteceria a primeira aula.

- Não posso desistir. Preciso de pelo menos um “Excede Expectativas” para entrar no St. Mungus.

- UAU. – Ben travou, o olhar fixo alguns metros de distância. – Boa sorte com isso.

Com a testa franzida, Sophie acompanhou o olhar do amigo até encontrar o que causara aquele espanto. Os lábios rosados se entreabriram e a mochila pesada caiu aos seus pés.

- Você só pode estar de brincadeira...

O rapaz depositou alguns tapinhas de encorajamento no ombro da amiga e recuou, deixando Sophie sozinha para encarar aquele desafio. Ela pegou a mochila pesada e se arrastou até o pequeno aglomerado dos poucos loucos que tentavam obter o nível de NIEMs em Trato das Criaturas Mágicas.

A aula aconteceria em uma pequena tenda de vidro, semelhante as estufas, e graças a transparência de suas paredes, Bennett já conseguia ver do lado de fora o que a aguardava.

Os alunos estavam sentados em bancos altos, rodeando uma mesa retangular, os olhos fixos em uma serpente que dormia, enrolada no próprio corpo. Sophie se aproximou, colocando a mochila em um dos bancos livres.

- Cadê o irresponsável do professor que deixou esse monstro sem supervisão?

Atraída pela voz da menina, a serpente ergueu a cabeça e todos os pelos dos braços de Bennett se arrepiaram. A pele era brilhosa e com aspecto pegajoso, e só de imaginar aquela criatura encostando em seu corpo, Sophie teve vontade de chorar.

Ela recuou um passo, os olhos castanhos arregalados, quando sentiu seu corpo se chocar com o de outra pessoa.
avatar
Sophie Bennett

Mensagens : 48
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por S. Orion Black em Dom Nov 22, 2015 12:21 am

Sirius ficou observando Rebecca se afastar, os cabelos esvoaçando em suas costas. Um cão sarnento?

Ele soltou uma risada.

Ah, se ela soubesse...

O rapaz voltou sua atenção pra diretora da Grifinória e sua ex-professora favorita, Minerva McGonnagal:

- E então, Minnie, sentiu minha falta?

A professora McGonnagal se limitou a revirar os olhos.

- Sr. Black – ela ajeitou os óculos quadrados que tinham escorregado para a ponta de seu nariz - Não pude deixar de notar sua pequena interação com minha ajudante...peço, encarecidamente, que os senhores sejam mais amigáveis um com o outro. Pelo bem dos alunos.

- Ah, pode deixar, Minnie...eu vou ser muito amigável. – Sirius se levantou,jogando a jaqueta por cima de um dos ombros – Hey, Aluado! – ele chamou o amigo – A gente se fala depois?

E depois do amigo lhe dispensar, Sirius se afastou, indo até a entrada do castelo onde tinha deixado sua moto.

___

Sirius acordou tarde no dia seguinte – tinha dormido numa pousada em Hogsmeade e depois de realizar seu ritual matinal, o rapaz pegou sua moto e voltou para Hogwarts. Tinha que conversar com Dumbledore sobre os ataques – e decidir qual seria, afinal, seu papel por ali.

Ele nem sabia se era mesmo necessário ficar por perto com o diretor ali – a presença de Albus Dumbledore fazia de Hogwarts o local mais seguro do mundo. Talvez Sirius pudesse convencer o velho e bom Dumbledore a falar com Moody para retirar sua punição?

Era nisso que estava pensando quando viu a professora Montgomery a alguns passos de distância dele. Sorriu, zombeteiro e lembrando do pedido de McGonnagal para que eles se dessem bem,caminhou sorrateiro até ela:

- Bom diaaaa, professora-senhorita Montgomery! – exclamou.
avatar
S. Orion Black

Mensagens : 38
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por Frank Longbottom em Dom Nov 22, 2015 12:39 am

Primeiro dia de aula, e o que você faz?

Esquece suas anotações na mesa do café da manhã.

Parabéns, Frank.

A família Longbottom sentiria realmente muito orgulho de você.


Frank corria em direção à tenda de vidro, onde alguns alunos já se encontravam. Tinha enfeitiçado a criatura mágica do dia para que ela adormecesse, garantindo que o animal não fugiria e que ele poderia recuperar suas notas sem maiores problemas. Sabia que o bicho, nas condições em que ele o trazia à aula, era inofensivo, mas sabia também que os alunos não adivinhariam aquilo, e, por este motivo, se apressava em chegar logo.

Tinha acabado de pisar na sala quando ouviu o sibilar da cobra. Aquilo não era bom. O olhar fixo no animal, abriu caminho por entre alguns estudantes, para que pudesse chegar à frente da turma, quando sentiu um corpo esbarrar contra o seu.

- Hey, calma, não precisa fugir... – ele amparou a aluna com os braços, e abaixou o olhar, encarando o topo de sua cabeça. A menina se virou para ele, o encarando, e Frank sentiu o ar abandonar seus pulmões.

Primeira aula do período letivo e ela já estava ali, os inquisitivos olhos castanhos brilhando com o que ele acreditou ser um misto de medo e de ofensa.

- Sophie Bennet – ele se apressou em sorrir e cruzou os braços, todo o modo “charme” ativado – com medo de uma cobrinha?

Ele passou pela garota, vestiu uma grossa luva marrom.

- Pois bem, sentem-se todos, para que possamos começar a aula – ele se abaixou e pegou um ratinho no balde embaixo da mesa, alimentando a cobra com ele.

- Quem sabe me dizer qual a espécie da nossa amiga aqui?

Frank se ocupou de fazer carinho no réptil, que sibilava e se ondulava sobre a mesa, enquanto aguardava um dos alunos responder.
avatar
Frank Longbottom

Mensagens : 47
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por Remus Lupin em Dom Nov 22, 2015 1:44 am

Os olhos castanhos de Remus Lupin admiravam a infinidade de artefatos mágicos espalhados pelo escritório de Albus Dumbledore. O diretor era certamente um dos bruxos mais poderosos da atualidade, e toda aquela bagagem mostrava os longos caminhos já enfrentados.

Remus torcia para que, um dia, também pudesse ir tão longe quanto o homem a sua frente. Não era só pelos grandes poderes que o rapaz nutria uma grande admiração pelo diretor, mas pela humildade com que ele enfrentava a tudo e a todos.

Era por essa admiração que Lupin depositava toda a sua confiança na decisão de Albus. Quando recebera o convite para lecionar em Hogwarts, ele tinha total consciência do que vinha junto com o pacote: noites de lua cheia novamente entre as paredes da Casa dos Gritos e alguém que pudesse substituí-lo nos dias que estivesse debilitado.

Pensar na possibilidade de mais alguém sabendo sobre o seu segredo era uma tortura. Sirius e James eram seus melhores amigos e o aceitavam como era. Dumbledore o conhecera ainda criança e, mesmo sabendo de sua condição, sempre fizera de tudo para que tivesse uma vida normal. Mas Lupin sabia que não seria esta a reação de todas as pessoas.

Receber olhares de medo apenas o faria sentir como um verdadeiro monstro. Mas Albus parecia confiante na pessoa com quem compartilharia aquele grande segredo.

Um som vindo da escadaria denunciou quando uma terceira pessoa chegou ao escritório e Lupin se remexeu desconfortável em seu lugar.

Ele deslizou as palmas das mãos suadas sobre a calça desbotada e se sentou de forma mais formal, sentindo o coração levemente acelerado quando Maeve Mackenzie se sentou na cadeira ao seu lado.

Sentindo-se envergonhado antes mesmo que Dumbledore dissesse alguma coisa, Remus se esforçou para não encarar a nova professora de Poções, fixando as íris cor de mel sobre o tapete em seus pés.

Ele clamava a Godric que Maeve não fizesse um escândalo. Aquele era a sua chance de ter um bom emprego e conquistar uma vida quase normal. Quando Albus abriu a boca para começar a falar, Remus se permitiu olhar pelo canto do olho, encontrando a bela jovem ao seu lado.
avatar
Remus Lupin

Mensagens : 26
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por Sophie Bennett em Dom Nov 22, 2015 1:56 am

Sophie se manteve estática em seu lugar mesmo quando o professor assumiu tranquilamente um dos bancos altos ao redor da mesa. Seus olhos castanhos estavam fixos na cobra e o coração ligeiramente acelerado como se i réptil fosse ataca-la a qualquer momento.

A menina havia decorado diversos livros para saber exatamente o que estava a sua frente. Se Bennett era péssima em Criaturas Mágicas, era porque não sabia lidar diretamente com animais. Na teoria, se lhe dessem um livro, ela saberia responder qualquer questão. O problema era que, no St. Mungus, ela precisaria ir muito além de respostas decoradas.

- É uma ararambóia. – Sophie finalmente disse, os olhos brilhando pelas lágrimas de medo que ela segurava.

Respirando fundo, a menina puxou a mochila que largara em um dos bancos e se sentou. Ela puxou um pesado livro e o jogou ruidosamente sobre a mesa, espalhando alguns pergaminhos para fazer anotações, como se estivesse na aula de História de Magia, e não com uma cobra em uma curta distância de suas mãos.

Ela precisava muito concluir aquela matéria, e começar a primeira aula chorando apavorada não ajudaria em nada.

- A gente usa a pele pra fazer Poção Polissuco.

Com os dedos nervosos, o livro foi folheado aleatoriamente até que os olhos castanhos se ergueram acusadoramente. Se havia uma coisa que ela costumava decorar sobre animais era se eles eram perigosos ou não.

- Esta coisa é venenosa, sabia?

Sophie sabia que um professor sensato teria tirado todo o veneno da criatura antes de leva-lo para uma sala de aula. Mas se comparado com os demais presentes da turma, Frank parecia apenas mais um aluno e a menina não sabia até onde iria sua irresponsabilidade.

A cobra deslizou lentamente pela mesa e a Corvinal deu um pulo para trás, se colocando de pé, deixando todo o seu material espalhado.

Não importava se estava fazendo papel de idiota. Todo o seu corpo estava arrepiado com a possibilidade daquela criatura encostar em sua pele.

- Da pra tirar esse bicho daí???
avatar
Sophie Bennett

Mensagens : 48
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por Rebecca Montgomery em Dom Nov 22, 2015 2:09 am

Rebecca andava cabisbaixa pelo corredor, abraçada ao seu volume do Guia de transfiguração para iniciantes. Sua primeira aula finalmente tinha acontecido – aquilo para o que ela vinha se preparando nos últimos cinco anos – e tinha sido uma meleca completa. McGonagall tinha tido a bondade de agendar uma aula assistida para os primeiranistas, mas não importava quanto planejamento a professora assistente tivesse feito, ou quantas vezes tentasse mudar de método, a turma simplesmente não parecia entender a formula da transformação. A situação foi ficando tão crítica que a própria McGonagall tinha assumido a aula da metade para o final.

Ela suspirou pelo que devia ser a vigésima vez enquanto reduzia sua distância até a cozinha – sabia que não devia, mas precisava muito de um doce, para ver se se animava: afinal de contas, ainda tinha mais duas aulas naquele dia, e toda a sua confiança tinha ido embora.

Como seria possível que uma turma de primeiranistas a deixasse se sentindo como se fosse uma adolescente desajeitada, míope e um pouco dentuça novamente?

- Bom diaaaa, professora-senhorita Montgomery! – aquela voz irritantemente melodiosa chegou aos seus ouvidos como a coroação para seu mau dia. Black. É óbvio, ele era a razão para que de repente ela se sentisse insegura. A tentativa idiota de chamar a atenção dela na noite anterior, o sabão que a Professora tinha lhe passado pela manhã (por Merlin, ela levou uma bronca em seu primeiro dia de trabalho por causa dele!)... era tudo aquilo que a deixara desestabilizada. Só podia ser. Reuniu toda sua civilidade em um sorriso frio e se virou para ele.

- Bom dia, Black... – ela ia conseguir. Não era tão difícil assim seguir o conselho da sua chefe e ignorar Sirius Black, certo? -...zinho. Caiu da cama? Ouvi dizer que você nunca levantava antes do almoço...

Ao mesmo tempo em que as palavras voaram para fora de sua boca, ela se arrependeu. Não ia ser hoje que ela conseguiria ser amigável com Sirius Black. Mais uma vez, se sentiu como a quintanista desaforada que ela jurou de pés juntos ter deixado para trás.
avatar
Rebecca Montgomery

Mensagens : 41
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por Maeve Mackenzie em Dom Nov 22, 2015 2:18 am

Maeve sentou na cadeira ao lado da de Remus Lupin e ficou encarando o diretor, curiosa para saber sobre o que ele queria discutir com ela logo no primeiro dia letivo.  Pelo jeito o assunto também envolvia o professor de Defesa Contra as Artes das Trevas e a presença de Lupin só serviu para deixá-la ainda mais curiosa.

- Chá, Srta. Mackenzie? – o diretor ofereceu.

- Oh, não, obrigada, Diretor. – e ela franziu a testa assim que aquelas palavras deixaram seus lábios. Deveria chamá-lo de professor? Diretor? Ou pelo nome?

- Senhorita Mackenzie, sabe que confio na escolha de Slughorn, certo? – Dumbledore a encarava, os olhinhos azuis brilhando por trás dos oclinhos de meia lua. Maeve concordou, sentindo-se uma adolescente novamente diante daquele olhar – Sei que a srta. fará um ótimo trabalho lecionando Poções, assim como sei que o Sr. Lupin dará conta da matéria de Defesa – e o velho diretor sorriu para os dois jovens a sua frente.

Maeve se mexeu na cadeira, desconfortável. Por que Dumbledore não ia direto ao ponto?

-  Você se lembra, Srta. Mackenzie, do Sr. Lupin na época da escola?

- Sim. – ela franziu a testa. – Um bom aluno, apesar de ter uns amigos barulhentos...a mãe dele também vivia doente, se não me engano.

- Era tudo uma desculpa... – Dumbledore ficou sério – Remus Lupin sumia uma vez por mês não para cuidar da mãe, mas para cuidar da própria saúde. Quem o observasse atentamente perceberia que os sumiços dele sempre coincidiam com a lua cheia...

Maeve arregalou os olhos quando a ficha caiu: Remus Lupin era um lobisomem!

Ela encarou o colega de trabalho, analisando-o: sim, agora os sumiços dele durante a escola faziam sentido...assim como aquela aparência cansada e as roupas surradas...

- Creio que a senhorita manterá segredo? – o diretor continuou falando e ela apenas concordou com a cabeça, ainda chocada com aquela revelação. – Pois bem...quando o professor Lupin precisar “sumir” para cuidar da saúde a senhorita irá substituí-lo. Tudo bem?

- Cl-claro – Maeve tirou os olhos de Remus e voltou a encarar Dumbledore. Pigarreou –  Claro, contem comigo.

Antes da sua viagem aos Estados Unidos, Maeve com certeza teria feito um escândalo diante daquela revelação. Mas passara 5 anos pesquisando Poções e conhecera todo o tipo de bruxo na sua viagem e aquilo a fez ser mais tolerante perante as diferenças. E se Dumbledore confiava em Remus a ponto de lhe dar um cargo como professor, ela não seria contra aquela decisão. Ele era, afinal, o bruxo mais poderoso das últimas décadas.

Assim que o diretor os liberou, Maeve olhou para Remus:

- Então...esse mês nós já... – ela tossiu, sem jeito. Não sabia como perguntar sem soar indelicada.


Última edição por Maeve Mackenzie em Dom Nov 22, 2015 3:02 am, editado 1 vez(es)
avatar
Maeve Mackenzie

Mensagens : 24
Data de inscrição : 21/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Maraudering - UA

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 9 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum