Stanford University

Página 7 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Stanford University

Mensagem por Remus J. Lupin em Qua Dez 07, 2016 2:05 am

Matthew ainda precisaria de algum tempo para conseguir se perdoar pelo deslize da noite anterior. Sempre que o assunto voltava a invadir sua mente como uma irritante coceira direto em seu cérebro, ele tentava se tranquilizar e lembrar a si mesmo de que nunca havia tido a intenção de magoar Violet e tecnicamente acreditava que eles haviam terminado, então não seria exatamente uma traição.

Aqueles pensamentos confusos e culposos eram facilmente descartados quando mergulhava nas íris azuladas de Bryant. Bastava um beijo da namorada para que Avery focasse apenas em recompensá-la pelo erro que ela sequer tinha conhecimento.

Os lençóis estavam embolados entre as pernas dela, mas cobria seu corpo curvilíneo até alguns centímetros depois do quadril. As costas de Violet estavam completamente expostas e ela havia mergulhado em um sono revigorante depois que o casal havia esgotado as energias em uma longa noite de carícias e amor.

Poucos dias haviam se passado desde a briga, mas era como se os dois ainda vivessem sob o efeito da reconciliação. Naquela madrugada, ao invés de ocuparem o já conhecido cenário do apartamento de Bryant, os dois estavam envolvidos pela penumbra do quarto de Matt.

O rapaz havia despertado de um pesadelo que ele sequer se lembrava, mas sequer lutou para recordar das cenas que o haviam deixado aflito no instante em que seu olhar capturou a imagem de Violet ao seu lado.

Ele tinha certeza que independente de quanto tempo passasse, sempre ficaria assombrado com a beleza dela. Avery já havia se conformado com o milagre que colocara Violet Bryant apaixonada por um cara como ele, mas isso não significava que sua mente afiada fosse capaz de compreender os fatos.

Os cabelos negros estavam apontando para todas as direções, bagunçados pelos dedos de Violet e ainda agravados pelas horas afundadas no travesseiro. Mas aquele detalhe parecia apenas contribuir para que Matt ficasse ainda mais atraente sob a fraca luz do luar que entrava pela janela.

O ar de menino ainda estava lá, mas os fios despenteados, os olhos quase fechados pelo sono e o sorriso torto que surgia enquanto ele admirava Violet transformava a aparência de Matt em um homem mais maduro, leve e com um quê de rebeldia.

Mesmo com o risco de acordá-la, ele não resistiu a tentação de se inclinar para frente, traçando uma trilha de beijos suaves pela pele exposta dela. O primeiro contato dos seus lábios foi exatamente na curva da coluna, quase no limite do lençol. Sua boca se arrastou, o sorriso se alargando ao ver os ralos pelinhos claros se arrepiando até que ele alcançasse o pescoço de Violet, depositando o último beijo atrás da orelha direita.

- Não abra os olhos... – Matt sussurrou ao ouvido dela. – Eu não queria te acordar. Volte a dormir. Ainda falta muito para o sol nascer.

Como se o destino quisesse contrariar a sua orientação, um discreto bip soou em meio a escuridão, acompanhado do conhecido ruído provocado pelo celular vibrando em contato com a mesinha de madeira.

Uma ruga surgiu entre as sobrancelhas de Matt quando ele se virou para encarar o celular aceso do outro lado da cama. Em resposta para qualquer dúvida que ele tivesse se realmente havia ouvido direito, uma nova mensagem soou.

- Sinto muito. – Ele sussurrou ao ouvido de Violet mais uma vez. – Vou desligar. Provavelmente é o Jamie me pedindo para comprar mais cereal no café da manhã.

O colchão afundou quando Matt deslizou novamente para o seu lado da cama. O botão lateral foi acionado, silenciando o aparelho por completo. Mas como já tinha o iPhone em mãos, ele viu quando o alerta luminoso indicou mais três mensagens. Na tela bloqueada não era mais possível ver nenhum dos textos, mas o nome de Zoey G. vinha acompanhado com o número (5).

Um nó se formou na garganta de Matt, mesmo sem saber o conteúdo daquelas mensagens. Ele lançou um olhar furtivo na direção de Violet e instintivamente apertou o botão para desligar o aparelho.

Quando tivesse coragem de ler aquelas mensagens, sem nem mesmo a sombra de Violet por perto, Matt encontraria a conversa da amiga que havia ignorado por completo a hora tardia.

avatar
Remus J. Lupin

Mensagens : 336
Data de inscrição : 16/01/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 7 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum